Publicidade
Quarta-feira, 12 de Maio de 2021 | você está em »principal»Blogs»O Quinto Poder
Publicado em 24/05/2019 às 16h49
A Rainha Negra


JOSÉ LUIZ BEDNARSKI

Nossa Senhora Aparecida é negra. Por influência de Dom Pedro I, ela foi consagrada Padroeira do Brasil. Em 2007, um deputado apoiador da Dinastia Nacional do Proletariado tentou reduzi-la à Padroeira dos Católicos Apostólicos Romanos, mas a proposta foi prontamente rechaçada no Congresso.

A ideia do Príncipe brasileiro era abolir a escravidão simultaneamente com a Proclamação da Independência, mas foi dissuadido por José Bonifácio, para evitar a perda de apoiadores e consequências econômicas sombrias, o que poderia colocar em risco o surgimento do novo País.

Análises científicas da imagem revelaram que a tonalidade original era colorida. A Padroeira ficou com a pele escura de tanto que rezaram em volta dela, por influência das velas dos fiéis, com a graça de Deus.

A coroa de Nossa Senhora foi um presente da Princesa Isabel. A intenção não foi enfeitar a estatueta. O ornamento demonstra que o verdadeiro poder, acima de todos os governantes terrenos, está no Reino de Deus, a quem todos um dia prestarão contas.

Dom Pedro II também visitou duas vezes a Rainha do Brasil, em nossa vizinha Aparecida. Assim como seu pai, ele não mantinha escravos. Gravemente acamado, quando soube da assinatura da Lei Áurea, exclamou 'Demos graças a Deus. Grande povo! Grande povo!' e desatou a chorar copiosamente.

Duas vezes, por motivos absolutamente nobres, nosso segundo Imperador ameaçou publicamente abdicar do trono. A primeira vez foi em 1850, para garantir a aprovação parlamentar da proibição do tráfico negreiro.

Assim como a filha Isabel, em 1871, a Imperatriz Teresa Cristina vendeu todas as suas joias pessoais para arregimentar valores à campanha abolicionista que desembocou no surgimento da Lei do Ventre Livre, gerando críticas em setores da elite escravocrata.

A abolição abrupta do escravagismo nos Estados Unidos pouco colaborou para o combate à discriminação e lançou a nação americana numa guerra civil que matou mais de meio milhão de pessoas. Indubitavelmente, a estratégia brasileira de extinção gradual mostrou-se mais feliz.

Uma pena que esse assunto tenha se tornado tabu acadêmico e solo fértil para tantas distorções históricas. A escola deve ser local de aprendizado e compreensão ampla.

Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

12 MAI
Publicidade
Publicidade
Notícias
facebook
Artigos
Perfil do Blog
O Quinto Poder

Coluna assinada pelo Promotor de Justiça da Cidadania, José Luiz Bednarski. Uma abordagem apartidária, com discussão aberta dos assuntos de interesse geral; o amadurecimento paulatino da cidadania, a força da população em diálogo com órgãos independentes representativos, como MP, Defensoria Pública e outras instituições criadas ou fortalecidas a partir daConstituição de 1988.


E-mail do autor: joseluizbednarski@gmail.com
Arquivo
Publicidade
Publicidade
14/01/2021
Santos e Palmeiras disputam a final da Taça Libertadores no dia 30 de janeiro, às 17h, no Maracanã. Na sua opinião, qual dos dois será o campeão?

Nenhuma enquete encontrada!

Logos e Certificações: