Quarta-feira, 21 de Outubro de 2020 | você está em »principal»Blogs»Coisas de Cinema
Publicado em 06/05/2016 às 16h25
A história de Joy


RODRIGO ROMERO

O mestre Rubens Ewald Filho acertou na mosca: 'Jennifer Lawrence é uma ótima atriz, mas está no papel errado'. A personagem, Joy Mangano, é uma típica mulher estragada pela vida. A família é bem torta, no sentido anti-horário. A mãe não sai de casa e passa o tempo de frente à TV assistindo a uma mesma novela.

O pai, trambiqueiro, troca de parceira como muda de roupa. A irmã abusa da folga e vive à custa dos outros. Criativa desde a infância, Joy teve o incentivo da avó para prosseguir, porém o dia a dia fez com que ela topasse desistir dos sonhos. No blocked de 'Joy: O Nome do Sucesso' (2015) estão todos os ingredientes a se fabricar a história de nossas vidas.

Fracasso misturado com ardor, a perseverança de mãos dadas com a teimosia, o lance de sorte atado à persistência. Na construção da obra, o diretor David O. Russell - adivinhem! - chamou sua trupe de outros trabalhos ('O Lado Bom da Vida' e 'Trapaça'). Além de Lawrence, compõe o elenco Bradley Cooper (o diretor da TV que dará a Joy a chance de se consagrar) e Robert DeNiro (pai da moça).

Explico melhor: Joy é inventora e lhe tomaram a chama de viver. O lar partido, dois filhos pra criar, o ex-marido morando na mesma casa e sucessivas dívidas financeiras a fazer esquecer quem ela foi quando petiz. Mas num determinado momento da vida, quando tudo parece sumir abaixo dos seus pés, Joy decide investir nela mesma. A invenção de um esfregão prático às donas de casa faz a chefe de família tentar aspirar degraus mais altos.

Parte em busca de se firmar e esbarra em Neil Walker (Cooper), que lhe estende a mão. Após o início difícil, o sucesso vem. Trata-se de uma trama baseada em fatos reais. O rosto límpido, jovial e de pele lisa não conseguem passar ao público a veracidade do sofrimento por que passa a mulher. Digamos que a atriz fez tudo a envelhecer pro papel, mas não conseguiu.O longa-metragem até que tem momentos marcantes, mas na maioria das vezes deixa a desejar.

Publicidade
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

21 OUT
Publicidade
Notícias

Artigos
Perfil do Blog
Coisas de Cinema

Rodrigo Romero é jornalista desde 2001. Passou por Diário de Jacareí, Diário de Mogi e assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Jacareí. Em 2008 foi para a TV Câmara Jacareí, onde até hoje atua como apresentador e repórter. Escreve há quase dez anos, semanalmente, a coluna 'Coisas de Cinema' no Diário de Jacareí.


E-mail do autor: rodrigoromeropl@ig.com.br
Arquivo
Publicidade
Publicidade
11/10/2019
A Prefeitura de Jacareí anunciou a implantação de corredores de ônibus na cidade. Qual a sua opinião sobre o tema?
06/04/2019
Após 100 dias de trabalho, qual a sua avaliação sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL)?
  • 38.1%
  • 19.5%
  • 14.6%
  • 13.3%
  • 12.2%
  • 2.2%
Logos e Certificações: