Sábado, 19 de Agosto de 2017 | você está em »principal»Blogs»Filhos Brilhantes
Publicado em 22/07/2017 às 11h11
Um sonho não vivido


BENEDITO VELOSO

Há exatos 90 anos, nascia em Jacareí, em 1927, Maria Nilce Lencioni Cene que, 20 anos depois, em 1947, portanto há 70 anos, formava-se professora pela Escola Normal Padre Anchieta, uma das mais conceituadas do estado.

Como tinha de morar longe da família, em São Paulo, seu pai, Guido Lencioni só permitiu se fosse em um colégio salesiano. Na época eram comuns os chamados “colégios internos” onde alunos estudavam e residiam, principalmente jovens vindos do interior em busca de um ensino de bom nível.

Assim ela fez. Facilitou sua mãe, Maria da Glória Câmara Lencioni, ter uma prima freira que morava num desses colégios. Essa coincidência permitiu que ela morasse três anos na capital paulista e se formasse professora em um curso de alto nível que despertou nela o gosto pela literatura.

Maria Nilce fez vários outros cursos suplementares para completar a formação profissional, inclusive de Direito, pela faculdade Braz Cubas, de Mogi das Cruzes. Essa intensa atividade também fez aguçar ainda mais a vocação literária, pelo quanto ela se dedicava ao estudo da língua portuguesa.

Na virada do século, um grupo de intelectuais de Jacareí formou  a comissão literária que durante um certo tempo tentou unir estudiosos e amantes da literatura. Maria Nilce pertenceu a esse grupo, porém queria ir mais além. Conversou com alguns membros e decidiram fundar a Academia Jacarehyense de Letras, seguindo o formato francês, de 40 elementos, ideia que se concretizou em março de 2004.

Maria Nilse queria que a academia fosse um núcleo de pessoas que vivesse a literatura a cada momento: “uma reunião de nossos membros só terá sentido se sairmos dela melhores do que entramos”, repetia.

Ela não viu esse objetivo alcançado porque dois anos depois, em novembro de 2006 ela nos deixava. Quinta-feira passada a Academia Brasileira de Letras, inspiradora de tantas outras academias espalhadas pelo país, fundada em 20 de julho de 1897, completou 120 anos. Um bom momento para invocar a lembrança dessa filha brilhante que sonhou inspirar os literatos de sua cidade a registrar a própria história, o dia a dia e os sonhos de toda sua gente.

Publicidade
Compartilhe

Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

19 AGO
Publicidade
Notícias

Artigos
Perfil do Blog
Filhos Brilhantes

Assuntos como cerimonial, teatro, literatura, música, pintura terão sempre pessoas da terra como protagonistas, a grande maioria de Jacareí

 


E-mail do autor: bvelosomc@gmail.com
Arquivo
08/04/2017
A Prefeitura voltou a permitir o estacionamento rotativo pago, das 9h às 16h, na rua Barão de Jacareí. Vc concorda com a medida?
  • 46.1%
  • 40.7%
  • 7%
  • 6.2%
06/02/2017
Qual a sua opinião sobre a qualidade do serviços prestados pelo SAAE em Jacareí?
  • 34.1%
  • 31.9%
  • 24.1%
  • 9.9%
Logos e Certificações: