Segunda-feira, 22 de Janeiro de 2018 | você está em »principal»Blogs»Coisas de Cinema
Publicado em 15/12/2017 às 14h59
Um pequeno grande ator


RODRIGO ROMERO

Nesta última coluna do ano, um filme cuja finalidade é contagiar pela emoção e devoção. Nada mais que isso. ‘Extraordinário’, em cartaz há 5 dias, foi feito para ser assistido pela família toda, sem tirar nem por. A história do garoto Auggie, de 10 anos, na batalha contra o bulling escolar, toca até quem tem o coração de temperatura abaixo de zero.

Nascido com rara síndrome, o menino foi submetido a 27 cirurgias plásticas desde sempre. O rosto ficou malformado. Ele é fã de ‘Guerra nas Estrelas’ e tem uma irmã, Via (Izabel Vidovic), mais velha, que sempre perde para ele a atenção máxima dos pais.

Auggie tem a energia e a vontade de uma criança desejosa por vencer, ainda que tenha receio de mostrar a imagem sua nas ruas e perambule com um capacete de astronauta a todos os lugares– ele quer viajar à lua um dia. Na escola, claro, alguns colegas zombam dele, mas outros lhe dão a mão. O roteiro, a partir deste fio da meada, encaminha o público a sequências lacrimejantes – algumas com tinta carregadíssima.

O melhor de ‘Extraordinário’, pelo menos pra mim, foi descobrir quem interpreta Auggie. Confesso: pensei inicialmente se tratar de um ator com a face destruída e tudo o mais. Não. Jacob Tremblay é o autor da façanha. Se você puxar pela memória, Jacob foi o protagonista de ‘O Quarto de Jack’ (2015). Deveria obrigatoriamente ter sido finalista no Oscar do ano passado na categoria Ator Coadjuvante, mas nem foi selecionado.

Absurdo à parte, o menino recebeu milhares de palavras positivas pelo seu trabalho. E em ‘Extraordinário’ repete a excelente qualidade. Que ator! As câmeras têm com ele uma total cumplicidade. Julia Roberts e Owen Wilson dão vida aos pais de Auggie e, principalmente ela, é de uma empatia fora do comum. A mãe sofrida, envelhecida, que largou tudo para cuidar do filho, e o trabalho de lado inclusive, fez com que a atriz convencesse de cabo a rabo.

Stephen Chbosky, diretor, comanda a fita com a missão de facilitar a vida do espectador, pra que a gente chore o maior número de vezes possível. A Academia de Artes Cinematográficas, organizadora do Oscar, tem como tradição não indicar crianças a categorias ditas ‘principais’ do prêmio, como ator, por exemplo. Assim, não me causaria espanto se Jacob Tremblay disputasse a estatueta como coadjuvante.

Sim, eu sei. Injustiça das injustiças se isto ocorrer. Porém, é o que tem. Ainda que ele mereça demais, duvido que aqueles votantes senis ponham o ator mirim na lista dos 5 melhores no quesito Ator Principal. J. Tremblay, este pequeno grande ator. O clichê vale. Tem a participação especial de Sônia Braga. Duração: 113 minutos. Cotação: bom.

Publicidade
Compartilhe

Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

22 JAN
Publicidade
Notícias

Artigos
Perfil do Blog
Coisas de Cinema

Rodrigo Romero é jornalista desde 2001. Passou por Diário de Jacareí, Diário de Mogi e assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Jacareí. Em 2008 foi para a TV Câmara Jacareí, onde até hoje atua como apresentador e repórter. Escreve há quase dez anos, semanalmente, a coluna 'Coisas de Cinema' no Diário de Jacareí.


E-mail do autor: rodrigoromeropl@ig.com.br
Arquivo
08/04/2017
A Prefeitura voltou a permitir o estacionamento rotativo pago, das 9h às 16h, na rua Barão de Jacareí. Vc concorda com a medida?
  • 46.1%
  • 40.7%
  • 7%
  • 6.2%
06/02/2017
Qual a sua opinião sobre a qualidade do serviços prestados pelo SAAE em Jacareí?
  • 34.1%
  • 31.9%
  • 24.1%
  • 9.9%
Logos e Certificações: