Publicidade
Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017 | você está em »principal»Blogs»O Quinto Poder
Publicado em 10/03/2017 às 10h30
Prédica Feminina


JOSÉ LUIZ BEDNARSKI

Previsível que, no Mês da Mulher, articulistas escrevam majoritariamente panegíricos sobre a mulher. Nossa coluna é democrática, plural e tem a sensibilidade de entender que muitos homens não gostem de mulher, nem mesmo da genitora. Fazer o quê? Mas esses filhos da mãe haverão de ter paciência, pois hoje invariavelmente trataremos desse tema maravilhoso que é a mulher.

No Dia Internacional da Mulher, separei um horário na agenda profissional para homenagear o universo feminino que conspira pelo progresso do mundo, e fui assistir à palestra ‘A Mulher Como Ponto de Equilíbrio Familiar em Tempos de Crise’, no SEST/SENAT, ministrada com rútilo pela coordenadora da instituição, a psicóloga Sheila Rocha.

A estrutura da entidade sediada às margens da Via Dutra é portentosa. Aquela mescla de pré-moldados sem requififes com colunatas férreas azul-marinho pode parecer à primeira vista capaz de inibir os homens de têmpera mais imbele, entretanto foi sítio ideal ao acolhimento do reduzido público feminino presente, o rijo peitoral hirsuto onde nossas valquírias e amazonas do transporte profissional afonsino placidamente repousaram com segurança seus delicados toutiços.

Pela desenvoltura da prédica, manejada com modulação perfeita de voz, pleno domínio da atenção da plateia e gestos impecavelmente calculados para cabal transmissão do conteúdo, logo notei que a sagaz palestrante era professora.

Curiosamente, eu não era o único homem no local. Atraídos pelo fascinante tema, alguns funcionários da entidade pararam para ouvir a palestra. Eu mesmo deveria ter levado minha professora de piano.

Nela aprendi, dentre outros aspectos, que o desemprego involuntário remete o homem a um período de luto putativo que dura no mínimo 21 dias, quando não até quatro meses. Nesse período de treva mental, o apoio uxório é indispensável, assinalou a orientadora.

Após a alocução, fizemos uma breve aula de ginástica laboral. Veio a calhar, pois havia um participante que se exercitara pela última vez treze anos atrás, um abuso de sedentarismo. Derradeiramente, ganhei uma caneta e uma cartilha de saúde da mulher, com orientações até de controle do número de filhos, extraídas do Manual de Planejamento Familiar da Prefeitura de Boqueirão do Leão/RS, segundo consta da bibliografia.

Publicidade
Compartilhe

Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

21 SET
Publicidade
Notícias

Artigos
Perfil do Blog
O Quinto Poder

Coluna assinada pelo Promotor de Justiça da Cidadania, José Luiz Bednarski. Uma abordagem apartidária, com discussão aberta dos assuntos de interesse geral; o amadurecimento paulatino da cidadania, a força da população em diálogo com órgãos independentes representativos, como MP, Defensoria Pública e outras instituições criadas ou fortalecidas a partir daConstituição de 1988.


E-mail do autor: joseluizbednarski@gmail.com
Arquivo
08/04/2017
A Prefeitura voltou a permitir o estacionamento rotativo pago, das 9h às 16h, na rua Barão de Jacareí. Vc concorda com a medida?
  • 46.1%
  • 40.7%
  • 7%
  • 6.2%
06/02/2017
Qual a sua opinião sobre a qualidade do serviços prestados pelo SAAE em Jacareí?
  • 34.1%
  • 31.9%
  • 24.1%
  • 9.9%
Logos e Certificações: