Sábado, 25 de Novembro de 2017 | você está em »principal»Blogs»O Quinto Poder
Publicado em 17/03/2017 às 09h32
Evento Animal


JOSÉ LUIZ BEDNARSKI

Na última quinta-feira (16), fui à audiência pública ‘Saúde e Direitos dos Animais de Grande Porte’, realizada na Câmara Municipal de Jacareí. Na verdade, foi mais um seminário com especialistas como expositores e alguns vereadores de debatedores.

O objetivo do evento foi a proteção dos cavalos de carga e a constituição da plateia predominantemente por defensores da causa animal fez de proêmio os carroceiros adotarem uma postura defensiva, aos poucos amenizada pela qualidade inigualável do debate.

A reunião foi televisionada ao vivo pelo canal legislativo e o primeiro palestrante a se apresentar foi o veterinário Gerson Moreira, de notória semelhança facial com o narrador Cléber Machado, que discorreu sobre o potro, do nascimento à doma. Ao ressaltar que a desmama tardia dificulta o filhote a caminhar direito com as próprias pernas, refleti que o anexim vale também para humanos.

Em seguida, foi minha vez de predicar. Fui breve para alívio da audiência e passei logo a palavra ao douto veterinário José Jofre Martins, recém-chegado da Capital, notável conhecedor do universo equino e colaborador voluntário do projeto ‘Cocheira Fraterna’, que já acolheu 26 cavalos e éguas, dez provindos de solo afonsino.

A coordenadora da ONG sediada em Santa Branca, por seu turno, explicou que o projeto não toma animal de ninguém, somente resgata os caídos, abandonados à beira da morte pelos torturadores. Os casos expostos comoveram o público. Eu próprio só não chorei porque sou nascido em São José do Rio Preto, berço de Beto Carreiro e Oscar Roberto Godói, onde sentimentalismo é defeso aos varões.

Ricardo Borges Buchaul, diretor da vigilância à saúde, um dos raros sobreviventes da dinastia do proletariado, anistiado pela renovação burguesa graças à meritória condição de sábio, fechou a exposição com rútilo, esclarecendo que o resgate de animais em via pública é incumbência da diretoria municipal de trânsito, em observância ao código de trânsito brasileiro.

É bom mesmo saber, pois ano passado a égua Esperança ficou uma semana caída em Jacareí até ser resgatada pela ONG. Os gestores da época alegavam não ser com eles. Ainda bem que a Esperança é a última que morre!

Publicidade
Compartilhe

Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

25 NOV
Publicidade
Notícias

Artigos
Perfil do Blog
O Quinto Poder

Coluna assinada pelo Promotor de Justiça da Cidadania, José Luiz Bednarski. Uma abordagem apartidária, com discussão aberta dos assuntos de interesse geral; o amadurecimento paulatino da cidadania, a força da população em diálogo com órgãos independentes representativos, como MP, Defensoria Pública e outras instituições criadas ou fortalecidas a partir daConstituição de 1988.


E-mail do autor: joseluizbednarski@gmail.com
Arquivo
08/04/2017
A Prefeitura voltou a permitir o estacionamento rotativo pago, das 9h às 16h, na rua Barão de Jacareí. Vc concorda com a medida?
  • 46.1%
  • 40.7%
  • 7%
  • 6.2%
06/02/2017
Qual a sua opinião sobre a qualidade do serviços prestados pelo SAAE em Jacareí?
  • 34.1%
  • 31.9%
  • 24.1%
  • 9.9%
Logos e Certificações: