Publicidade
Sexta-feira, 23 de Junho de 2017 | você está em »principal»Blogs»O Quinto Poder
Publicado em 24/03/2017 às 10h19
A carne é fraca


JOSÉ LUIZ BEDNARSKI

Na audiência pública ‘Saúde e Direitos dos Animais de Grande Porte’, realizada semana passada na Câmara Municipal, um vereador narrou tragédia que comoveu plateia, expositores e debatedores. Trafegava a charrete pela Rua Barão de Jacareí, quando o cavalo defecou copiosamente, bem em frente ao restaurante a quilo.

O fato ocorreu por volta do meio-dia. O mau-cheiro repugnava os transeuntes famintos e perigava espantar a clientela. O dono do estabelecimento, munido de pá, vassoura e palangana, decidiu recolher as fezes do animal na movimentada via. Na dobadoura, acabou atropelado por uma moto sem freios, furtada, placa fria, licenciamento vencido e chassis com numeração raspada. Precisou ser atendido na Santa Casa, coitado.

Dadas as recentes notícias divulgadas sobre a Operação Carne Fraca, malgrado sem culpa da vítima, já não sei dizer se a pestilência provinha do produto fisiológico do cavalo desfraldado ou da carne defraudada servida pelo próprio estabelecimento. Enfim, nós brasileiros temos mais um motivo para nos sentirmos de chinelos velhos nos corredores suntuosos do palácio da ética.

Enquanto a suspeita paira sobre os principais fabricantes de carne processada do país, em indústrias e frigoríficos localizados nas mais diversas regiões, empresários do setor e autoridades públicas até então omissas esforçam-se em convencer a população de que tudo não passou de fato isolado. Uma tentativa patética, diga-se de passagem. Um governo sério, no mínimo, montaria força-tarefa para passar um pente fino em todos os fornecedores do ramo, hipótese incogitável no discurso preservacionista.

As empresas que se dizem vítima de maus administradores deveriam instaurar sindicâncias, dar oportunidade de defesa e publicidade aos procedimentos e punir os quadros com demissão por justa causa. Se não tomam providências nesse sentido e somente se queixam da ‘pirotecnia’ da Polícia Federal (expressão consagrada por juristas de moral duvidosa), podem ser elas próprias os mandantes do crime.

A insegurança alimentar é um problema sério que afeta a sociedade e não pense o leitor que o consumidor afonsino é poupado desse drama. O problema está longe de ser neutralizado com a fiscalização da Vigilância Sanitária nos bares, lanchonetes e restaurantes, assunto para a próxima semana.

Publicidade
Compartilhe

Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

23 JUN
Publicidade
Notícias

Artigos
Perfil do Blog
O Quinto Poder

Coluna assinada pelo Promotor de Justiça da Cidadania, José Luiz Bednarski. Uma abordagem apartidária, com discussão aberta dos assuntos de interesse geral; o amadurecimento paulatino da cidadania, a força da população em diálogo com órgãos independentes representativos, como MP, Defensoria Pública e outras instituições criadas ou fortalecidas a partir daConstituição de 1988.


E-mail do autor: joseluizbednarski@gmail.com
Arquivo
08/04/2017
A Prefeitura voltou a permitir o estacionamento rotativo pago, das 9h às 16h, na rua Barão de Jacareí. Vc concorda com a medida?
  • 46.1%
  • 40.7%
  • 7%
  • 6.2%
06/02/2017
Qual a sua opinião sobre a qualidade do serviços prestados pelo SAAE em Jacareí?
  • 34.1%
  • 31.9%
  • 24.1%
  • 9.9%
Logos e Certificações: